Pesquisadores da Unifei identificam a fauna da Serra dos Toledos, demonstrando uma riqueza de espécies e indicando a necessidade de conservação.

Veado Campeiro

Pesquisadores do Laboratório de Educação Ambiental e Sustentabilidade da Universidade Federal de Itajubá (Unifei), que fazem parte do Grupo de Pesquisa e Extensão em Políticas Socioambientais cadastrado no Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPQ), fizeram, desde 2018, o levantamento e monitoramento da fauna que habita ou utiliza em suas rotas migratórias a Reserva Biológica da Serra dos Toledos, em Itajubá (MG). A Serra dos Toledos é uma Unidade que visa a conservação e a sensibilização da comunidade do entorno desta área protegida, formada por produtores rurais.

“Os resultados obtidos neste estudo revelaram uma riqueza de espécies relativamente elevada, em comparação com outros trabalhos realizados na Mata Atlântica, indicando a necessidade de mais estudos e esforços para sua conservação”, diz Talita Nazareth de Roma, integrante do grupo de pesquisa do qual também fazem parte Diogo Lopes Gonçalves, Talita Daniela Rocha Teixeira Riondet-Costa e Leonardo Frasson dos Reis. Segundo ela, descobriu-se, na Serra dos Toledos – que fica na Serra da Mantiqueira, um dos remanescentes de Mata Atlântica -, a existência de animais silvestres e em risco de extinção como Onça Parda, Lobo Guará, Gato do Mato, Jaguatirica, Veado Campeiro, entre outros.

Sagui da Serra

“Como resultado, esperamos contribuir para: o conhecimento científico via identificação e classificação de espécies da fauna local; que os objetivos da Reserva Biológica Serra dos Toledos – que são a preservação integral da biota e demais atributos naturais existentes em seus limites, sem interferência humana direta ou modificações ambientais – sejam atingidos; bem como auxiliar na conservação deste habitat via educação ambiental”, observa.

Vale ressaltar que a Educação Ambiental busca despertar a preocupação individual e coletiva para a questão ambiental, garantindo assim, o acesso à informação em linguagem adequada, contribuindo para o desenvolvimento de uma consciência crítica e estimulando o enfrentamento das questões ambientais e sociais.