Vitória Bueno, a Vih Bailarina, como é conhecida nas redes sociais, mostra ao mundo o seu talento e a sua história de superação e força de vontade.

Há 17 anos nascia, em Santa Rita do Sapucaí, no Vale da Eletrônica sul mineiro, uma menininha muito especial! Parecendo sair dos contos de fada, pela alegria e pela superação diária para conquistar seus objetivos, Vitória Bueno Boche veio a este mundo para brilhar e, de certa forma, também para fazer com que as pessoas repensem sobre a maneira como encaram a vida.

Filha de Vanda Costa Bueno Pereira e de Julio Cesar Boche, Vitória tem dois irmãos e uma irmã. Ainda muito criança, descobriu na dança a sua maior paixão. Esse contato aconteceu quando foi fazer uma aula experimental na Academia de Dança Ândrea Falsarella, em Santa Rita. Recebida pela professora Ândrea, Vitória recebeu todo o suporte necessário para se desenvolver como bailarina, independente de sua condição física, e se tornar o talento que vem se destacando na mídia nacional e internacional. “A dança entrou na minha vida através de uma fisioterapeuta de infância que sempre me via dançar nas sessões e um dia chamou minha mãe pra conversar, falando que havia assistido um video de Jessica Cox, uma americana que também não tinha os dois braços e dançava na sua infância. Então, foi aí que ela falou da academia da tia Ândrea, e que poderia me levar para fazer uma aula experimental”, conta Vih, como é mais conhecida.

Exame da Royal
Segundo ela, “a dança foi amor à primeira vista. A partir do momento que eu entrei na academia eu vi a tia Ândrea dando aula, as meninas dançando… Eu tive a total certeza de que era aquilo que eu queria seguir pro resto da minha vida”. O resultado: além do balé clássico, ela se incluiu o jazz e o sapateado em sua rotina. Além disso, Vitória, que participa de diversos espetáculos e campeonatos de dança, conquistou duas medalhas de Ouro no Exame da Royal Academy of Dance. Este exame proporciona ao estudante uma classificação no mais reconhecido sistema de profissionalização em dança do mundo. A experiência de realizar um exame internacional muda a forma como o bailarino encara a dança, melhorando não só sua técnica, mas a sua arte.

Essa e outras conquistas de Vitória recebem total apoio da família e das professoras Ândrea e Mayara Falsarella. “As minhas professoras desde sempre me deram o suporte necessário que eu iria precisar para seguir com as aulas de balé, adquirindo mais força no abdômen para ter equilíbrio para dançar. Não era mais dificil, mas sempre foi mais desafiador, então eu tinha que me esforçar um pouco mais nas aulas. A relação que eu tenho com a tia Ândrea e a tia Mayara é muito gostosa, elas são mais do que professoras para mim, criamos um laço familiar, sempre falo que elas são a minha família bailarinistica.

Elas são minhas inspirações”, diz Vitória. Ela ressalta que “todas as apresentações exigem uma boa preparação psicológica e física”. Por isso, para os espetáculos, como “Olympics”, realizado pela Academia de Dança Ândrea Falsarella, em dezembro de 2021, Vitória se prepara ensaiando muito e, no dia da apresentação, trabalha a concentração: “Encarar os palcos sempre foi um momento muito mágico para mim. A sensação, quando entro no palco, é de como se fosse minha última apresentação. Eu me desligo de tudo que está acontecendo ao redor e faço o melhor!”.

Nos palcos desde que tinha 5 anos de idade, a bailarina lembra que um dos espetáculos que mais a marcou foi o longa metragem “Flicts”, realizado em 2020. O espetáculo, assim como “Olympics” foi apresentado no cinema, devido ao momento de pandemia e distanciamento social. “Eu fui a personagem principal. A história teve tudo a ver comigo!”, revela.

Super Talent
Em meio a tantas realizações, Vitória fecha 2021 com chave de outro, literalmente. Ela participou da primeira fase do programa alemão Super Talent e ganhou o Golden Buzzer (botão dourado), sendo classificada para a final, que irá acontecer no dia 11 de dezembro. “Foi algo muito especial para mim.

Receber o botão dourado foi uma surpresa, eu fiquei muito emocionada e foi uma grande realização”, disse Vih, que neste momento em que você lê essa bela história, está lá Alemanha se preparando para mais um espetáculo em sua vida! Boa sorte, Vitória!

Crédito das fotos: Arquivo Pessoal

ACADEMIA DE DANÇA ÂNDREA FALSARELLA Santa Rita do Sapucaí | Itajubá (MG) – Contato: (35)98402-3864 | Instagram/vihb_bailarina | Instagram/academiaandreafalsarella