A arte de desenhar nos acompanha desde a infância e a médica Luana Ballielo redescobriu esse dom que estimula as habilidades ligadas à criatividade.

Desenhar é uma atividade tão prazerosa que deixou de ser mérito apenas das crianças. Já é comprovado que o ato de desenhar estimula o hemisfério direito do cérebro, região responsável pelas ações emocionais, sensoriais, intuitivas e abstratas. É por isso que desenhar – seja como hobby ou profissionalmente – faz bem e ajuda a desenvolver habilidades ligadas à criatividade, a atenção e à percepção.

O desenho entrou na vida da médica ultrassonografista Luana Ballielo por acaso! Mãe de gêmeas – a Larissa e a Elisa -, ela acabou entrando na “onda” das meninas e se entregou ao prazer de desenhar como forma de entretenimento, em casa, durante a pandemia de Covid-19.

Como resultado dessa “brincadeira” despretensiosa, Luana já reproduziu fotografias de diversas pessoas, entre familiares e amigos, e personagens do cinema, como Mulher Maravilha e Aquaman, e atrizes, como Angelina Jolie.

Sobre Luana “Nasci em Santa Cruz do Rio Pardo, interior de São Paulo. Toda minha família é de lá. Meus pais vieram para Itajubá pois meu pai estudava na Unifei (Efei na época). Então, moro em Itajubá a minha vida inteira. Sou mãe de duas filhas maravilhosas, talentosas e inteligentes. Sou médica ultrassonografista em boa parte do tempo. Adoro meu trabalho, é uma terapia. Gosto de curtir minha família no tempo livre.”

Sobre a arte de desenhar “Quando era criança, aos 11 anos de idade, fiz algumas aulas de desenho. Depois disso, não tive mais contato. Esse ano, no mês de junho, em meio à pandemia causada pelo Covid-19, minhas filhas me colocaram para desenhar junto com elas. Comecei a gostar novamente!”

Técnica
“No início eu quadriculava a imagem para desenhar. Depois descobri a mesa de luz para fazer os traços principais. Faço os traços principais na mesa de luz e, depois, vou sombreando olhando a foto original. Não tem segredo.”

Exposição
“Até o momento só fiz retratos de pessoas conhecidas, familiares, amigos, colegas das meninas, atrizes e personagens de filmes e séries. À princípio, não não penso em fazer uma exposição. Preciso aprimorar e fazer cursos.”

Talento de família
“Minhas filhas, a Larissa e a Elisa, desenham melhor do que eu na verdade (risos!). Elas desenham à mão livre, sem usar mesa de luz. E ainda conseguem criar desenhos, personagens, histórias em quadrinhos. Pintam em telas e com aquarela. Estão se desenvolvendo muito. Na nossa família têm algumas pessoas com dons artísticos. A sensibilidade facilita com certeza, mas acredito que com o estímulo, treino e força de vontade qualquer pessoa pode aprender a desenhar. Existem muitos cursos online, o que torna isso acessível a todos.”

Luana com a filhas, Elisa e Larissa, e a mãe Silvia Ballielo

Luana gosta de desenhar sem compromissos e prazos, apenas como hobby. Por enquanto, ela diz que para comercializar e aceitar encomendas é necessário aperfeiçoar a técnica… Para nós, leigos, Luana, seus desenhos são mais do que perfeitos! Acompanhe no Instagram!