O maestro e professor João César da Silva atua em diversos projetos musicais no Sul de Minas e lançou recentemente o Conservatório a Distância (Cad). Confira!

O currículo dele é de fazer inveja! Aquela inveja “branca” de quem reconhece e admira o talento utilizado em favor do ensino. Nascido e criado em Pedralva, Sul de Minas, o maestro e professor João César da Silva conquista os alunos e parceiros de trabalho pela simpatia e pelo conhecimento musical ímpar. Pós-graduado em Educação Musical, bacharel e licenciado em Música, ele trabalha em vários projetos atualmente: é diretor pedagógico do Conservatório a Distância (CaD), regente e fundador dos Corais Vozes da Terra, de Pedralva, e Alegrô, de São José do Alegre (MG); é regente das Corporações Musicais Gaspar Carneiro, de Pedralva, e Antônio de Freitas Carvalho, de Cristina (MG), e também um dos idealizadores do Festivais Café com Música e Pedrock, além de coordenador geral do Festival e Concurso Internacional de Corais – Ameride. João César também é criou e é regente da Orquestra Experimental do Curso G9, de Itajubá (MG), em que trabalha como professor de música. Além disso, é proprietário da Acorde – ME, que atua com aulas de música, consultoria musical, arranjos e promoção de eventos, e da Acorde Casamentos, empresa especializada em músicos para casamentos. “Minha formação principal é Violão, mas também toco Piano, Teclado, Acordeon, Contrabaixo, Viola, Saxofone e outros”, diz, modestamente!
Confira a entrevista que o maestro João César concedeu ao GdM:

Conservatório à Distância
“O projeto nasceu com mais dois amigos: o Daniel Rosa, que é engenheiro e instrutor do Inatel, especializado em Educação à Distância, e o Plínio Rezende, especialista em TI e trabalha na IBM. Há alguns anos percebi uma carência de professores de música na região e, ao mesmo tempo, eu não tinha agenda para suprir essa carência. Então, numa conversa descompromissada, surgiu a ideia de gerar conteúdo para a internet. Só que a gente não queria mais um canal no Youtube. Queríamos voar mais alto e fomentar o aprendizado musical e também valorizar os profissionais da nossa região. Nesta primeira etapa do projeto, estamos no ar com vídeos semanais desde 31 de março de 2019. Quase um ano de vida. E tem muita coisa por vir! O Daniel cuida das edições, textos e divulgações, o Plínio cuida da parte burocrática e do Portal digital e eu, cuido da geração do conteúdo e do material didático. É importante esclarecer que o Conservatório a Distância, ou CaD, não é um simples Canal no Youtube. O CaD é uma empresa com CNPJ, marca registrada e tudo mais, que tem como atividade principal o ensino de Música, Arte e Cultura. O CaD pretende entrar com solidez no mercado de ensino musical. Estamos com grandes expectativas para os próximos períodos.”

Conteúdo musical
“A ideia é oferecer conteúdo musical com alta qualidade audiovisual, seja ele um tutorial, entrevista ou uma apresentação. Ao mesmo tempo, visamos prestar assistência aos usuários sanando dúvidas e desenvolvendo uma relação que transcende a internet. Hoje, temos mais de 1.000 inscritos no canal, mais de 60 vídeos, 30 mil visualizações com um total de quase duas mil horas assistidas com visualizações espalhadas pelo Brasil e alcançando, também outros países do mundo. Isso gera credibilidade ao CaD, pois o nome fica cada vez mais conhecido como um canal sério e profissional. É claro que nada substitui o contato físico real. Portanto, nós tentamos suprir essa relação pela internet com muita interatividade e dinamismo. No momento, estamos trabalhando com três instrumentos. Eu sou responsável pelo Violão. A Viola está com o Zé Helder, violeiro renomado aqui da região, que também tem suas raízes em Pedralva e possui um vasto currículo. Com os vídeos de Piano e teclados, temos o Arkiles Oliveira, o caçula da turma que também possui experiência como músico, tanto em shows e eventos, quanto em sala de aula atuando, principalmente, com o público infanto-juvenil. Estamos estudando novos parceiros para ampliar o portifólio em mais instrumentos.”

O nicho e os critérios
“A gente segue a máxima: ‘Pense localmente, haja globalmente’. A internet é um universo gigante e muito competitivo. Precisamos usar o que temos de melhor para conseguir um lugar ao sol. Nosso nicho está no Sul de Minas. Focamos nosso conteúdo no público que já nos conhece para que alcancemos uma autoridade sólida. Eu dou aula em Pedralva, Itajubá, Cristina e São José do Alegre e já tive alunos em Pouso Alegre, Santa Rita, Maria da Fé e arredores, além dos shows e eventos que participo. O Zé Helder e o Arkiles também atuam nessa região. Tomamos como base esse público que já nos conhece e eles nos retornam suas experiências e carências. E é com esse feedback do nosso público que vamos nos organizando. Com a velocidade da informação de hoje em dia, a gente acredita que não é só subir conteúdo pra internet. É muito importante estabelecer uma relação e criar experiências em que o aluno possa vivenciar e manter, de certa maneira, um contato interativo com os professores e com o canal.”

Aprendizado
“Como temos um público muito variado, desde alunos iniciando o aprendizado, até outros já com conhecimento avançado na música, buscamos oferecer uma variedade de conteúdo. Desde ritmos básicos no violão, até estruturações musicais mais complexas como estudo do campo harmônico, digitação de escalas variadas, inversões de acordes etc.. Em breve teremos uma trilha completa de aprendizado desde o iniciante até o avançado onde o aluno poderá fazer uma autoavaliação e ir tecendo seu conhecimento no seu ritmo e de acordo com suas necessidades. Como o CaD tem menos de um ano de vida, todo conteúdo lançado é estrategicamente pensado em abordar diferentes temas, e de acordo com a demanda e feedbacks, vamos aprimorando e criando conteúdos pedagógicos a serem oferecidos. A ideia é que o aluno possa encontrar conteúdo disponível no canal, independente do seu nível de conhecimento e, a partir deste ponto confortável pra ele, desenvolver o aprendizado.”

Projetos
“Tenho o privilégio de trabalhar com o que amo, com a música em seus vários aspectos e sou muito grato por isso. No G9, escola maravilhosa que trabalho há nove anos, tive o prazer de propor a criação de uma oficina de musicalização coletiva que resultou na Orquestra Experimental do G9, onde alunos de diferentes níveis e instrumentos se juntam para criarmos arranjos musicais coletivos e assim, todos sempre agregam conhecimento e ressignificam sua percepção de música. O Pedrock Festival, em Pedralva, é uma vitrine para fomento de bandas de toda a região. Faço parte da comissão organizadora. No primeiro ano foram somente três bandas em cima de um caminhão: a minha banda na época de adolescente “Areias da Lua”, a banda “Comida de Cachorro” e uma banda de São José do Alegre de Rock Gospel, que era dona do som. Em 2020, o Pedrock, que já trouxe Sá e Guarabira, Lô Borges, 14 Bis, Marina Machado, entre outros, completa 20 anos! Um motivo de orgulho para todos os pedralvenses e para todas as bandas da região. Em Pedralva, minha terra do coração, sou regente do Coral Vozes da Terra, coral que fundei em 2008 e tem atividades ininterruptas desde então, e é um dos cartões de visita da cidade. Desde 2013 assumi através da prefeitura municipal da cidade, a restauração da Corporação Musical Gaspar Carneiro, a banda de concerto de Pedralva que foi muito importante em minha iniciação musical por intermédio do grande mestre e amigo José Arnaldo. Hoje a banda está ativa e se apresenta, assim como o coral, em cidades da região. A Acorde Casamentos, outro produto da Acorde-ME, é meu xodó. Sinto muito prazer em tocar em cerimônias de casamentos, festas, eventos em que todos têm motivos para comemorar. Tento fazer da música a trilha sonora para que isso aconteça da maneira mais intensa. A Acorde Casamentos é uma empresa especializada em músicos para casamentos onde personalizo a equipe, arregimento os músicos e componho os arranjos de acordo com o gosto e estilo musical do casal. Desde 2010 assumi também a Coordenação do AMERIDE – Festival e Concurso Internacional de Corais, junto com um grande amigo e criador do evento, o venezuelano Dr. Alexander Albarrán. Esse festival visa prestar homenagens aos povos que são nossa idiossincrasia, os negroides e os ameríndios. O Ameride acontece em Itajubá, considerada sede internacional do evento que é realizado também em outros países da América Latina e recebe coros de vários outros países. Há 11 anos atuo também como maestro da Corporação Musical Antônio de Freitas Carvalho, uma banda de concerto centenária da cidade de Cristina, onde recebi o título de Cidadão Cristinense. A corporação musical faz a abertura do evento todo ano e também representa a cidade de Cristina em vários eventos musicais da região. Na mesma cidade tenho ainda a Orquestra de Violões e Violas, composta por 25 músicos/alunos. Há três anos fui convidado para fundar um coral na cidade de São José do Alegre, vizinha de Pedralva, e que hoje tem o Coral Alegrô, que também participa ativamente de eventos culturais como Ameride representando o município”

Público jovem e adolescente
“Trabalhar com esse público é um desafio maravilhoso porque é a época em que as pessoas estão formando seus valores e definindo sua identidade. A música é uma ferramenta pedagógica auxiliar no seu desenvolvimento mais amplo. Não só no sentido musical, mas de conhecer arte, cultura, de se dedicar a um instrumento; de praticar a socialização, integrar a lógica com a parte emocional desenvolvendo o senso estético e aprendendo a valorizar a arte já produzida pelo homem até hoje.”

Musica de qualidade no Brasil
“A música de mercado já foi sinônimo de qualidade. Antes, o que tocava no rádio era essencial, sensacional e fazia sucesso. Só tocava o que era muito bom. A gente sabe que o mercado hoje não funciona mais exatamente assim. O que é bom nem sempre aparece por conta do modelo de negócio que se estabeleceu nas grandes gravadoras e depois com o advento das plataformas digitais. Hoje pode-se encontrar de tudo em todos os lugares. Tanto músicas de qualidade quanto vazias. Daí a importância de desenvolver o senso estético e consumir de maneira consciente a música que nos faz bem de alguma maneira. Definir música de qualidade pode ser bem subjetivo de acordo com as experiências de cada indivíduo, mas com certeza o aprendizado e a vivência musical pode nos ajudar muito a ampliar e refinar nosso ‘paladar’.”

O futuro
“Estamos finalizando uma plataforma paralela ao canal do Youtube que terá cursos completos de violão, viola e piano. Também estamos em busca de parceiros que acreditam no modelo de negócio, onde o aluno aprenderá de maneira mais interativa com cursos completos de vários instrumentos no formato de trilhas de capacitação com módulos curtos e diretos, que facilitam o aprendizado. Estamos planejando também um Workshop presencial, para que professores e alunos se conheçam e que vivam uma experiência musical prazerosa como todo aprendizado proposto no canal. Se você é professor e quer compartilhar seus conhecimentos em uma plataforma dinâmica e inteligente, entre em contato com a gente!

CONSERVATÓRIO A DISTÂNCIA (CAD) You Tube: Conservatório a Distância | Facebook: conservatorioaDistancia